Vá Nesta Direção participa da Reunião pró Lei Seca em Mato Grosso

sei-seca-mato-grosso
Beber e dirigir. Teoricamente, todos sabemos que essa combinação está errada. É infração grave. Na prática, porém, é diferente. No comportamento do povo brasileiro, esse flagrante delito é cultural e vem se arrastando desde sempre, apesar de campanhas e das inúmeras ações repressivas e educacionais que vem sendo desenvolvidas em todas as regiões do Brasil.

Mas, e aí…? Como emplacar esse conceito no consciente coletivo de nosso povo e fazer essa lei, de fato, e com o apoio de todos, imperar nos costumes e nos hábitos de nossa gente?

Em Mato Grosso, o quarto estado do Brasil em matéria de violência no trânsito – com boa parte das ocorrências associadas ao binômio direção/álcool – há um ano, foi criado o projeto “Trânsito Consciente ? Operação Lei Seca”, que é coordenado pela Escola Pública de Trânsito, que integra do Detran/MT.

Essa coordenadoria do Detran é a responsável pelas ações educacionais que já aconteceram ao longo de doze meses, em diferentes espaços urbanos, especialmente, em Cuiabá. Mas, para o tamanho e a complexidade dessa tarefa, que implica em derrubar um paradigma comportamental, sem antipatizar e, além disso, conquistar mais e mais adesões; somente essas ações educacionais não são suficientes.

“É preciso envolver todos os segmentos da sociedade e pensar coletivamente, para otimizar a Lei Seca”. Palavras de Rogers Elizandro Jarbas, presidente do Detran, durante reunião na nesta terça-feira (17/03). “Agir no coração e na cabeça das pessoas”, sugeriu ele. E sua proposta encontrou eco diante de representantes de instituições públicas e privadas que participaram da reunião, que decorreu das nove às onze da manhã, no auditório do Comando Geral da Polícia Militar de Mato Grosso.

Rogers explicou que praticamente em todos os estados brasileiros, onde a Lei Seca vem sendo aplicada de forma mais satisfatória, os resultados são obtidos através de ações repressivas. “Nossa intenção é ir além disso, usando estratégias que otimizem a aplicação da lei, e envolvendo toda a sociedade para desenvolver uma cultura de paz no trânsito, preservando e valorizando vidas”, definiu.

Confrontar ideias, dados estatísticos, informações, propostas, opiniões etc. E depois, compilar tudo para que os técnicos do Detran definam estratégias e ações a serem empreendidas.

E isso foi colocado em prática. Os presentes na reunião foram divididos, de forma aleatória, em cinco grupos que elencaram sugestões e depois as defenderam. Na linguagem publicitária, esse “brainstorming” (tempestade de ideias) resultou em propostas que vão contribuir para ações futuras, originadas pela participação coletiva de vários setores que, direta ou indiretamente, estão relacionadas com os desdobramentos da aplicabilidade eficaz da lei seca.

“O Sincor-MT está participando deste projeto e nós vamos contribuir de todas as formas, expondo todas as implicações que a Lei Seca repercutem no mercado segurador de Mato Grosso”, sustentou José Cristovão Martins, presidente do Sindicato dos Corretores de Seguros de MT.

Os representantes das outras instituições e entidades presentes também se manifestaram de forma semelhante. O publicitário Wagner Rossati Carvalho, que participou da reunião, inclusive, já criou um blog www.vanestadirecao.com, uma ONG, que já vem explorando a educação no trânsito de maneira bastante criativa. É de Rossati a imagem que ilustra esta matéria.

Quem foi

Participaram da reunião representantes da Associação Mato-grossense dos Taxistas (Amat), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – MT (Abrasel), Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário (BPMTran), Detran, Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran), Ministério Público Estadual e Secretaria de Mobilidade Urbana (Prefeitura de Cuiabá), entre outras instituições, além do Sincor-MT e da ONG Vá Nesta Direção.

Representantes de vários estabelecimentos comerciais também marcaram presença, defendendo posturas apoiadoras da Lei Seca. Entre eles, Subway, Deck Avenida, Confrade e Hotel Diplomata.

Uma nova reunião ficou marcada para a primeira quinzena de abril, com a proposta de que os participantes desta reunião angariem novas parcerias para fortalecer o movimento e expandir a cultura da paz no trânsito. (Fonte: Sincor-MT)

Fonte: Assessoria de Comunicação do Sincor-MT: (65) 3642 1747 – 9245 1472 – 9805 6297

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*