Simulação de direção veicular no Brasil: Fundamentação teórica e pedagógica

simulador de direção

Introdução: A tarefa de ir e vir é global e uma das mais comuns do ser humano, sendo também uma das mais complexas e perigosas. Uma parcela dos deslocamentos humanos é realizada por meio da condução de um veículo, tarefa esta que exige uma série de funções sensoriais, cognitivas, motoras e perceptivas. Isso influencia significativamente o processo de habilitação dos condutores no Brasil que vem sendo atualizado com o passar dos anos em diversos assuntos, dentre eles, a formação dos futuros motoristas usando o Simulador de Direção Veicular (SDV) como recurso didático-pedagógico.

Objetivo: Apresentar a fundamentação teórica e pedagógica da utilização do simulador de direção no processo de formação de condutores no Brasil.

Materiais e Métodos: Pesquisa bibliográfica, baseada em uma revisão integrativa da literatura e da legislação específica, pertinentes à utilização da simulação como procedimento didático-pedagógico para os alunos em processo de formação de condutores.

Resultados e Discussão: Um Simulador de Direção Veicular (SDV) é um equipamento com características parecidas com a de um veículo pelo qual o condutor controla e conduz o movimento através de cenários projetados em telas à sua frente por meio de softwares específicos e o seu grau de complexidade está ligado aos objetivos propostos pelo estudo ou treinamento. A discussão em torno desse tema nos leva a analisar um dilema interessante sobre como oferecer a experiência da condução do veículo aos futuros motoristas sem aumentar significativamente os riscos. Estudos internacionais realizados desde a década de 1920 apontam a simulação como uma alternativa para este dilema, uma vez que a exposição às situações de tráfego pode ser simulada de forma repetitiva, controlada, sem oferecer riscos e aprimorando as aptidões dos alunos antes de irem para a prática de direção no veículo.

Conclusão: Embora o conceito e sua fundamentação legal estejam claros e incisivamente estabelecidos, as reflexões em torno dos fundamentos teóricos e pedagógicos ainda são recentes no país e carecem maior atenção para o alcance dos objetivos esperados.

Fonte: Roberta Torres1

Mestre em Promoção da Saúde e Prevenção da Violência. Faculdade de Medicina. Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG. Belo Horizonte, MG – Brasil. Pós-graduada em Gestão, Segurança e Educação para o Trânsito pela Universidade Cândido Mendes – UCAM. Rio de Janeiro/RJ – Brasil.
Resumo aprovado para ser apresentado no 2º Congresso Brasileiro da Associação Nacional dos DETRANs. Salvador 26 e 27 de abril de 2017. Submetido em: 20/12/2016. Aprovado em 22/03/2017.

1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans

seminario-educacao

Evento da Ação de Maio Amarelo o 1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans do País tem como objetivo a integração das áreas de educação de trânsito dos Detran’s, buscando compartilhamento de práticas educativas que viabilizam intervenções consequentes no espaço trânsito visando à preservação da vida.

Auditório Sede Detran/AL
Av: Menino Marcelo, nº 99, Cidade Universitária 
Maceió – Alagoas

As inscrições começam dia 20 de março e termina dia 31 de abril

https://www.doity.com.br/educacaodetrans

Campanha de educação para o trânsito foca em Pedestres Imprudentes

Campanha de educação para o trânsito na França da susto em pedestres imprudentes.

Ao atravessar fora da faixa ou no sinal vermelho, um painel emite som de pneu cantando, e o susto é registrado em tempo real, e publicada no próprio totem com mensagem de alerta.

Parabéns aos criativos!

Apoie e venha com a gente nesta direção!

vnd-kickante

Você se identifica com este projeto e gostaria de nos apoiar? seja você ou sua empresa, apoie o Vá Nesta Direção se junte a nós na educação para o trânsito.

Confira nosso projeto no Kickante

Ação orienta população sobre o uso de vagas especiais de estacionamento

educacao-no-transito

A Coordenadoria da Escola Pública de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) realizou na tarde desta segunda-feira (10.04) mais uma etapa da ação ‘Atitude Positiva’ em parceria com o Pantanal Shopping, em Cuiabá. O objetivo foi o de sensibilizar o cidadão para respeitar as vagas especiais reservadas para o idoso e para a Pessoa com Deficiência (PcD).

Foram distribuídos adesivos, lixeiras para veículos e as equipes, do Detran e da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), de Cuiabá, orientaram sobre o uso correto das vagas às pessoas que passaram pelo local.

“A partir dos 60 anos é possível emitir o cartão do idoso e as pessoas com deficiência devem passar por uma avaliação médica para a emissão do cartão da PcD. Em Cuiabá, esse documento é solicitado e emitido gratuitamente pela Secretaria de Mobilidade Urbana”, explica a gerente, Rosane Gerda.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o idoso e a PcD, para usufruírem do direito de estacionar nessas vagas devem portar o cartão específico que deve ser colocado, na parte interna do veículo, sobre o painel. O uso do adesivo é apenas um indicador para que outros condutores vejam por quem o veículo está sendo conduzido no trânsito, não é aceito legalmente para dar o direito a vaga especial.

Rosane esclarece que ainda existem muitas dúvidas por parte do condutor. “O fato de ter a idade ou ter uma deficiência não é suficiente para que o cidadão faça uso da vaga. A pessoa que é idosa, mesmo aquela que não dirige, mas tem uma pessoa para conduzir o veículo, precisa de fato ter o cartão. E este, só deverá ser usado quando o idoso ou a PcD estiver no veículo em questão”, diz.

Ter a idade apropriada ou ter uma deficiência confere o direito à vaga especial, porém para usufruir deste direito é necessário fazer o cadastro no órgão ou nas Secretarias Municipais de Trânsito e, assim, obter o cartão que deve ficar em local visível. Nas cidades onde o trânsito não é municipalizado é possível solicitar o cartão nas Ciretrans.

A gerente alerta os condutores que devem ficar atentos às exigências legais, pois na última alteração do CTB, em novembro de 2016, houve um agravamento da multa para pessoas que estacionam em vagas especiais. A multa passou de grave para gravíssima, ou seja, de R$ 127,69 para R$ 293,23. Além disso, perde sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Cleide Dantas – Detran-MT

LEILÃO – Pátios do Detran abrem na próxima segunda para visitação a veículos

leilao-detran-cuiaba

Em Cuiabá, o pátio de apreensões de veículos do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) abre as portas das 8h às 13h na próxima segunda-feira (20), para que os interessados em arrematar veículos no leilão, promovido pela autarquia, verifiquem as condições dos mesmos. Nos municípios de Nova Xavantina, Água Boa, Canarana e Tangará da Serra as visitas iniciam às 12h e segue até 18h. Somente as pessoas que fizeram o agendamento no site da leiloeira poderão fazer a visitação.

As visitas ocorrerão nos dias 20 a 23 de março. A diretora de Veículos, Talita Peske, informa que os bens serão leiloados nas condições em que estão. “Depois que arremata o bem, a pessoa que desistir fica impedida de participar de outros leilões pelo prazo de cinco anos. Por esse motivo é importante a visitação aos pátios”, alerta Talita.

Os veículos adquiridos no leilão deverão ser transferidos pelo arrematante, no prazo legal de 30 dias, conforme preconiza o Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O prazo legal para a abertura do processo de transferência será contado à partir do 25 de abril.

O valor arrecadado em cada lote, individualmente, será utilizado para a quitação dos débitos do veículo até a data do leilão, obedecendo à ordem conforme a Lei 13.160, do dia 25 de agosto de 2015.

Como participar do certame

O leilão é totalmente online e inclui veículos de cinco pátios. Os lances iniciaram no dia 08 de março, data da publicação do edital do leilão no Diário Oficial, e serão encerrados no dia 24 de março, às 9h – horário local (10h no horário de Brasília).

Para ofertar lances, os interessados devem acessar o portal www.dadivaleiloes.com.br e encaminhar cópias dos documentos digitalizados para o e-mail: dadivaleiloes@gmail.com, até 24 horas antes do dia do encerramento do leilão.

Os documentos exigidos para pessoas físicas são: RG, CPF e comprovante de residência com data máxima de 30 dias anteriores ao leilão. Para pessoas jurídicas, são: cópias digitalizadas do contrato social devidamente registrado, cartão de CNPJ e documentos de identidade (RG e CPF) do sócio dirigente, proprietário ou representante legal.

Cleide Dantas | Detran

O MELHOR é ser MOTOQUEIRO?

motoqueiro

Ontem na sinaleira, lado a lado, duas motos frearam respeitando o sinal de “pare”.

 Uma delas mostrava-se familiar, e apesar de não fazer parte desta “tchurma” concluí que poderia ser uma típica 125 cc -,…

…no entanto a outra, parecendo zombaria, contentou a tão só ofertar seu certificado de existência.

(era impossível medir a sua robustez de tão “imensa”)

Tentem idealizar com a própria cobiça encarnada…

(aquela “moto gigante” que acredito ser o “desejo” de qualquer motociclista juramentado)

 Colossal…

continue lendo →

Férias. Atenção para o prazo de validade da sua CNH

ferias-cnh

Com o período das férias escolares chegando, o fluxo nas estradas aumenta consideravelmente. Além dos itens de segurança dos veículos, os condutores devem ficar atentos a documentação legal para dirigir pelas estradas brasileiras. Além do documento obrigatório do carro, os motoristas devem prestar atenção em suas Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs), que possuem validade de cinco anos. Caso este prazo já tenha vencido, ou esteja próximo de expirar, o motorista deve renovar o documento antes de pegar a estrada.

Para renovar a Carteira de Habilitação é necessário que o condutor vá a uma agência do Detran em Cuiabá, ou no Ciretran de seu município, com fotocópia e o original da CNH, um documento de identificação com foto, dentro da validade, CPF, comprovante de endereço, e em caso de extravio da CNH é necessário apresentar o Boletim de Ocorrência ou Declaração de Extravio. Na capital o prazo de entrega do novo documento é de cinco a dez dias úteis. No interior, este prazo é de até 15 dias.

O diretor de Habilitação, Fernando Lopes orienta que o documento de identidade deve estar em perfeito estado de conservação. “A foto e assinatura devem ser atuais, sem abertura, replastificação, fotografia danificada e outras deteriorações que dificultem identificar o cidadão ou impeçam a avaliação da autenticidade”, diz.

Após abertura do requerimento, e com o processo em mãos, o condutor deverá realizar o pagamento da taxa de renovação que é de R$ 132,36 e, nos locais em que há coleta de imagem digital, realizar a captura de imagem, impressão digital e assinatura. Nas demais Ciretrans, deve anexar foto e coletar assinatura no formulário Renach.

Além disso, deve submeter-se a exame médico, para avaliação de sanidade física e mental e o protocolar no local onde iniciou o processo de renovação. O valor da taxa do exame médico é de R$ 83,97.

O diretor lembra que nos casos em que o condutor exerça atividade remunerada no transporte de pessoas ou bens, ele deverá submeter-se à avaliação psicológica, com médicos credenciados no local onde iniciou o processo de renovação.

O exame toxicológico é obrigatório aos condutores habilitados nas categorias C, D e E, independente de exercerem ou não atividade remunerada. O exame toxicológico é uma exigência do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e deverá ser realizado em um dos laboratórios credenciados ao referido órgão.

“Vale ressaltar que o condutor poderá solicitar rebaixamento da categoria “C”, “D” ou “E” para “B” caso não queira realizar o exame toxicológico, podendo a qualquer tempo reaver a categoria que tinha, mediante a realização dos exames obrigatórios”, afirma Fernando Lopes.

Condutores residentes em Cuiabá poderão requerer, na abertura de processo, a entrega da CNH em sua residência pelos Correios, desde que no momento de abertura do processo apresente comprovante de endereço em seu nome, com todos os dados em conferencia aos dados cadastrados nos sistemas dos correios. Será cobrada taxa adicional de R$ 22,69 para a realização do serviço.

Valores das taxas

– Taxa de renovação, independente da categoria: R$ 132,36.
– Exame obrigatório de aptidão física e mental: R$ 83,97.
– Avaliação psicológica para condutores que exercem atividade remunerada: R$ 128.
O valor do exame toxicológico obrigatório para as categorias C, D e E, fica a critérios dos laboratórios credenciados ao Denatran.

Fonte: detran.mt.gov.br

Boas práticas para a construção de ciclovias

Diversas cidades tendem, com a mudança de paradigma que valoriza os modos ativos em detrimento dos modos motorizados, a cada vez mais fazerem investimentos substanciais em ciclovias e outras formas de promoção da mobilidade em bicicleta. Todavia, dada a patente inexperiência de muitas cidades sobre esta matéria, os resultados acabam por ser mais prejudiciais que benéficos, pois tendem a acentuar conflitos entre modos ativos de mobilidade, mormente entre pedestres e ciclistas urbanos, visto que muitas ciclovias têm sido construídas sobre o espaço pedonal ou roubando espaço ao modo pedonal.

continue lendo →

A EDUCAÇÃO para o TRÂNSITO. Mas o que é “Educação”?

 educacao

A palavra origina-se do latim “education” que seria algo como o ato de administrar, orientar, formar, causar…

A “Educação” – em suas bases conceituais – é um processo entre alguém que educa e aquele outro que é educado. Mas podemos até ousar por vezes naquela “carreira solitária”, isto é, educando a nós mesmos.

(somente observando o que rodeia não deixando as nossas percepções distorcidas enganarem)

Assim como a escola não é o único lugar em que há educação, professores e alunos também não são os únicos atores desta rede complexa. Mas…, deixem-me expandir meus argumentos.

Os gregos na antiguidade educavam suas crianças (no caso somente os meninos) para torná-los bons cidadãos, apostando na certeza de que a sua comunidade seria mais forte se o indivíduo que aprendesse integralmente, no futuro, sem dúvida, desenvolveria os seus melhores talentos.

continue lendo →