Detran-MT promove ações voltadas ao movimento “Maio Amarelo”

maio-amarelo-mato-grosso-detran

Empresas e órgãos públicos aderiram ao Movimento Maio Amarelo – Atenção pela Vida, colocando a iluminação amarela nas fachadas e torres. Além disso, a equipe da Gerência de Ações Educativas de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) realiza abordagens e capacitações voltadas para a sensibilização da sociedade no trânsito.

Entre os dias 03 e 05 deste mês, foram realizados 640 atendimentos direcionados a caminhoneiros, no evento Parada Legal Rota Cidadã, no Posto Aldo Locatelli, em Cuiabá. No local, foram distribuídos kits educativos, como chapéu australiano, sacolas ecológicas e adesivos da Lei Seca.

A educadora do Detran, Rosane Gerda, comentou que os motoristas participaram de palestras educativas, orientando sobre os cuidados nas rodovias, sobre a convivência pacífica nas estradas e os danos que podem ser causados com o uso do álcool, drogas e direção veicular.

No sábado (06.05), a equipe da gerência integrou a caminhada organizada por servidores da Assembleia Legislativa (ALMT), promovendo a educação para o trânsito. “A adesão deles ao Maio Amarelo se dá pela relação direta da necessidade de boa saúde mental e física para se transitar com mais segurança”, comenta Rosane.

Com o mote “Minha escolha faz a diferença no trânsito”, o movimento Maio Amarelo 2017 leva a reflexão sobre as decisões dos condutores ao dirigir. A iniciativa alerta para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

Claryssa Amorim | Detran-MT

Detran-MT promove atividades voltadas para a segurança no trânsito

educacao-no-transito

Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, o movimento Maio Amarelo 2017 alerta a sociedade sobre as escolhas que faz ao conduzir um veículo e o uso das vias públicas. Por esse motivo, o mote da campanha deste ano é: “Minha escolha faz a diferença no trânsito”.

A coordenadora da Escola Pública de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), Vânia Queiroz, diz que a campanha é importante, porque chama a atenção dos usuários das vias públicas para as responsabilidades no uso de um espaço coletivo. “Ouvimos reclamações de que as leis estão tornando-se cada vez mais rígidas, isso ocorre devido ao insistente comportamento dos condutores em não terem uma atitude segura ao volante”, ressalta.

Para sensibilizar a população, o Detran desenvolverá, durante o mês de maio, várias ações em mutirões, empresas, escolas e passeios. No primeiro dia útil de maio, foram distribuídos laços amarelos, que representam o símbolo da campanha, para todos os servidores do órgão. De 03 a 05 de maio, caminhoneiros que passam pelo posto Aldo Locatelli participam da Parada Legal/Rota Cidadã e recebem, além das orientações sobre segurança no trânsito com o Movimento Maio Amarelo, serviços médicos, sociais e consultam as condições da documentação pessoal e do veículo.

“No primeiro dia, realizamos 150 atendimentos, junto com os parceiros. Os médicos verificam a condição de saúde do condutor. Aqui, eles recebem orientação sobre segurança no trânsito, verificamos a pontuação da CNH e tiramos algumas dúvidas sobre a documentação do veículo. Como estão sempre trabalhando, às vezes essas questões passam despercebidas”, diz a gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran, Rosane Gerda.

Nesta semana, o Detran também realizou uma palestra para 160 colaboradores do canteiro de obras da empresa Construtora São Benedito. As atividades continuam no sábado (06.05), com a caminhada promovida pela Assembleia Legislativa (ALMT), em parceria com o Detran, que dará enfoque especial ao Movimento Maio Amarelo. A caminhada será às 7h30, no Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá.

Maio Amarelo

O movimento Maio Amarelo tem como objetivo desenvolver o protagonismo social para a promoção de um trânsito seguro. A campanha de 2017, desenvolvida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, ocorre todos os anos e tem o intuito de alertar a todos que os acidentes não ocorrem por acaso e, sim, devido a escolhas erradas. É uma escolha atender ou não o celular enquanto estiver ao volante, beber ou não beber antes de dirigir, cada atitude tomada no trânsito é uma escolha, que pode ter consequências indesejadas, por isso o mote: “Minha Escolha Faz a Diferença no Trânsito”.

A Organização Não Governamental (ONG) criou uma campanha e liberou o uso gratuito. Qualquer pessoa ou entidade pública ou privada poderá utilizar os materiais nas ações educativas, podendo, inclusive, inserir sua logomarca nos materiais.

A campanha é composta de 10 peças publicitárias para uso em redes sociais; um boletim de rádio; um vídeo de 15 segundos; um vídeo de 52 segundos; capas para Facebook e artes para outdoor.

Para participar da campanha Maio Amarelo, a sugestão é o uso do laço amarelo. Além disso, pode-se promover ciclo de palestras, caminhadas, concursos de ideias, produção de peças  e destaque da iluminação em amarelo em monumento e prédios públicos.

Esta é a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, que é o pacto mundial proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU) e firmado por mais de 170 países, incluindo o Brasil, que ocorreu no dia 11 de maio de 2011.

Em janeiro de 2017, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da Resolução 654/2017, determinou a todos os integrantes do Sistema Nacional de Trânsito que realizem uma campanha de conscientização para a segurança no trânsito. Além disso, a inclusão da campanha Maio Amarelo foi orientada pela Associação Nacional dos Detrans (AND).

Cleide Dantas | Detran-MT

1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans

seminario-educacao

Evento da Ação de Maio Amarelo o 1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans do País tem como objetivo a integração das áreas de educação de trânsito dos Detran’s, buscando compartilhamento de práticas educativas que viabilizam intervenções consequentes no espaço trânsito visando à preservação da vida.

Auditório Sede Detran/AL
Av: Menino Marcelo, nº 99, Cidade Universitária 
Maceió – Alagoas

As inscrições começam dia 20 de março e termina dia 31 de abril

https://www.doity.com.br/educacaodetrans

Campanha de educação para o trânsito foca em Pedestres Imprudentes

Campanha de educação para o trânsito na França da susto em pedestres imprudentes.

Ao atravessar fora da faixa ou no sinal vermelho, um painel emite som de pneu cantando, e o susto é registrado em tempo real, e publicada no próprio totem com mensagem de alerta.

Parabéns aos criativos!

Apoie e venha com a gente nesta direção!

vnd-kickante

Você se identifica com este projeto e gostaria de nos apoiar? seja você ou sua empresa, apoie o Vá Nesta Direção se junte a nós na educação para o trânsito.

Confira nosso projeto no Kickante

Ação orienta população sobre o uso de vagas especiais de estacionamento

educacao-no-transito

A Coordenadoria da Escola Pública de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) realizou na tarde desta segunda-feira (10.04) mais uma etapa da ação ‘Atitude Positiva’ em parceria com o Pantanal Shopping, em Cuiabá. O objetivo foi o de sensibilizar o cidadão para respeitar as vagas especiais reservadas para o idoso e para a Pessoa com Deficiência (PcD).

Foram distribuídos adesivos, lixeiras para veículos e as equipes, do Detran e da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), de Cuiabá, orientaram sobre o uso correto das vagas às pessoas que passaram pelo local.

“A partir dos 60 anos é possível emitir o cartão do idoso e as pessoas com deficiência devem passar por uma avaliação médica para a emissão do cartão da PcD. Em Cuiabá, esse documento é solicitado e emitido gratuitamente pela Secretaria de Mobilidade Urbana”, explica a gerente, Rosane Gerda.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o idoso e a PcD, para usufruírem do direito de estacionar nessas vagas devem portar o cartão específico que deve ser colocado, na parte interna do veículo, sobre o painel. O uso do adesivo é apenas um indicador para que outros condutores vejam por quem o veículo está sendo conduzido no trânsito, não é aceito legalmente para dar o direito a vaga especial.

Rosane esclarece que ainda existem muitas dúvidas por parte do condutor. “O fato de ter a idade ou ter uma deficiência não é suficiente para que o cidadão faça uso da vaga. A pessoa que é idosa, mesmo aquela que não dirige, mas tem uma pessoa para conduzir o veículo, precisa de fato ter o cartão. E este, só deverá ser usado quando o idoso ou a PcD estiver no veículo em questão”, diz.

Ter a idade apropriada ou ter uma deficiência confere o direito à vaga especial, porém para usufruir deste direito é necessário fazer o cadastro no órgão ou nas Secretarias Municipais de Trânsito e, assim, obter o cartão que deve ficar em local visível. Nas cidades onde o trânsito não é municipalizado é possível solicitar o cartão nas Ciretrans.

A gerente alerta os condutores que devem ficar atentos às exigências legais, pois na última alteração do CTB, em novembro de 2016, houve um agravamento da multa para pessoas que estacionam em vagas especiais. A multa passou de grave para gravíssima, ou seja, de R$ 127,69 para R$ 293,23. Além disso, perde sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Cleide Dantas – Detran-MT

O MELHOR é ser MOTOQUEIRO?

motoqueiro

Ontem na sinaleira, lado a lado, duas motos frearam respeitando o sinal de “pare”.

 Uma delas mostrava-se familiar, e apesar de não fazer parte desta “tchurma” concluí que poderia ser uma típica 125 cc -,…

…no entanto a outra, parecendo zombaria, contentou a tão só ofertar seu certificado de existência.

(era impossível medir a sua robustez de tão “imensa”)

Tentem idealizar com a própria cobiça encarnada…

(aquela “moto gigante” que acredito ser o “desejo” de qualquer motociclista juramentado)

 Colossal…

continue lendo →