Detran-MT promove atividades voltadas para a segurança no trânsito

educacao-no-transito

Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo, o movimento Maio Amarelo 2017 alerta a sociedade sobre as escolhas que faz ao conduzir um veículo e o uso das vias públicas. Por esse motivo, o mote da campanha deste ano é: “Minha escolha faz a diferença no trânsito”.

A coordenadora da Escola Pública de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), Vânia Queiroz, diz que a campanha é importante, porque chama a atenção dos usuários das vias públicas para as responsabilidades no uso de um espaço coletivo. “Ouvimos reclamações de que as leis estão tornando-se cada vez mais rígidas, isso ocorre devido ao insistente comportamento dos condutores em não terem uma atitude segura ao volante”, ressalta.

Para sensibilizar a população, o Detran desenvolverá, durante o mês de maio, várias ações em mutirões, empresas, escolas e passeios. No primeiro dia útil de maio, foram distribuídos laços amarelos, que representam o símbolo da campanha, para todos os servidores do órgão. De 03 a 05 de maio, caminhoneiros que passam pelo posto Aldo Locatelli participam da Parada Legal/Rota Cidadã e recebem, além das orientações sobre segurança no trânsito com o Movimento Maio Amarelo, serviços médicos, sociais e consultam as condições da documentação pessoal e do veículo.

“No primeiro dia, realizamos 150 atendimentos, junto com os parceiros. Os médicos verificam a condição de saúde do condutor. Aqui, eles recebem orientação sobre segurança no trânsito, verificamos a pontuação da CNH e tiramos algumas dúvidas sobre a documentação do veículo. Como estão sempre trabalhando, às vezes essas questões passam despercebidas”, diz a gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran, Rosane Gerda.

Nesta semana, o Detran também realizou uma palestra para 160 colaboradores do canteiro de obras da empresa Construtora São Benedito. As atividades continuam no sábado (06.05), com a caminhada promovida pela Assembleia Legislativa (ALMT), em parceria com o Detran, que dará enfoque especial ao Movimento Maio Amarelo. A caminhada será às 7h30, no Parque Mãe Bonifácia, em Cuiabá.

Maio Amarelo

O movimento Maio Amarelo tem como objetivo desenvolver o protagonismo social para a promoção de um trânsito seguro. A campanha de 2017, desenvolvida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, ocorre todos os anos e tem o intuito de alertar a todos que os acidentes não ocorrem por acaso e, sim, devido a escolhas erradas. É uma escolha atender ou não o celular enquanto estiver ao volante, beber ou não beber antes de dirigir, cada atitude tomada no trânsito é uma escolha, que pode ter consequências indesejadas, por isso o mote: “Minha Escolha Faz a Diferença no Trânsito”.

A Organização Não Governamental (ONG) criou uma campanha e liberou o uso gratuito. Qualquer pessoa ou entidade pública ou privada poderá utilizar os materiais nas ações educativas, podendo, inclusive, inserir sua logomarca nos materiais.

A campanha é composta de 10 peças publicitárias para uso em redes sociais; um boletim de rádio; um vídeo de 15 segundos; um vídeo de 52 segundos; capas para Facebook e artes para outdoor.

Para participar da campanha Maio Amarelo, a sugestão é o uso do laço amarelo. Além disso, pode-se promover ciclo de palestras, caminhadas, concursos de ideias, produção de peças  e destaque da iluminação em amarelo em monumento e prédios públicos.

Esta é a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, que é o pacto mundial proposto pela Organização das Nações Unidas (ONU) e firmado por mais de 170 países, incluindo o Brasil, que ocorreu no dia 11 de maio de 2011.

Em janeiro de 2017, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran), por meio da Resolução 654/2017, determinou a todos os integrantes do Sistema Nacional de Trânsito que realizem uma campanha de conscientização para a segurança no trânsito. Além disso, a inclusão da campanha Maio Amarelo foi orientada pela Associação Nacional dos Detrans (AND).

Cleide Dantas | Detran-MT

1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans

seminario-educacao

Evento da Ação de Maio Amarelo o 1° Seminário de Educação de Trânsito dos Detrans do País tem como objetivo a integração das áreas de educação de trânsito dos Detran’s, buscando compartilhamento de práticas educativas que viabilizam intervenções consequentes no espaço trânsito visando à preservação da vida.

Auditório Sede Detran/AL
Av: Menino Marcelo, nº 99, Cidade Universitária 
Maceió – Alagoas

As inscrições começam dia 20 de março e termina dia 31 de abril

https://www.doity.com.br/educacaodetrans

Maio Amarelo na Ação Global em Mato Grosso

maio amarelo em Mato Grosso

Neste sábado (21/05) aconteceu a Ação Global, uma parceria do SESI com a Rede Globo para oferecer serviços gratuitos para sociedade. O evento acontece desde 1991, e atinge várias capitais de todo o Brasil

Este ano o Maio Amarelo esteve presente no evento, alertando e conscientizando a população para um comportamento mais humano no trânsito, respeitando as leis e a vida humana.

O simulador de Direção que foi colocado a disposição para que as pessoas pudessem  fazer um “test drive” foi um sucesso, filas se formaram e as crianças vibraram na vontade de “brincar”, mas alertamos que quando chegar a hora eles vão ter a chance de aprender e perceber que o trânsito é coisa séria.

Vá Nesta Direção também esteve presente e registrou alguns momentos.

Maio Amarelo - Sesi - Ação Global Maio Amarelo - Sesi - Ação Global Maio Amarelo - Sesi - Ação Global Maio Amarelo - Sesi - Ação GlobalMaio Amarelo - Sesi - Ação GlobalMaio Amarelo - Sesi - Ação GlobalMaio Amarelo - Sesi - Ação Global 

Acidentes ou Imprudência?

acidentes-ou-imprudenciaTodo o dia é quase a mesma coisa…
A vida acorda
e com “adaga” na mão,
lança o convite para um combate de vida e morte.

E como sempre
acreditamos que a intuição fará milagres.
Mesmo para o “condutor novato” mais desajeitado,
o problema assim definido,
por vezes simplifica-se.

E para aqueles “condutores” que já circularam o Sol,
um número significativo de vezes,
eis uma questão cuja resposta
só é fundada na sua experiência particular.

E assim o ato de dirigir perigosamente,
com falta de moderação, de precaução ou de cuidados de alguns…
…realmente torna o “assunto”,
um lugar interessante de visitar.

continue lendo →

Cuiabá lança projeto pioneiro na educação no trânsito

projeto-primeiros-passos

Com o objetivo de contribuir na formação dos novos condutores de veículos da capital, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana  lançou na manhã desta terça-feira (29), o projeto “Primeiros Passos de um Motorista”. O projeto visa resgatar os princípios e valores do respeito ao próximo como ferramenta primordial para melhorar a qualidade de vida no trânsito. “Com este lançamento, Cuiabá se torna o primeiro município brasileiro a  contribuir na formação de um novo condutor. Um projeto pioneiro”, destacou o secretário de Mobilidade Urbana, Thiago França.

continue lendo →

Dirigir falando ao celular é ou não é infração de trânsito?

nao-tecleDirigir falando ao celular quase sempre é infração de trânsito. Todavia, mais grave do que uma infração, esta prática pode caracterizar crime da mesma natureza do homicídio causado por quem faz a ingestão de bebida alcóolica e assume a direção de veículo automotor.

O presente artigo tem o condão de abordar a infração de trânsito prevista no inciso VI do art. 252 do CTB, bem como trazer a reflexão da possibilidade de se enquadrar como homicídio doloso o crime praticado na direção de veículo automotor por quem opta por conduzir distraído.

continue lendo →

Má sinalização de trânsito pode gerar indenização

ma-sinalizacao

O órgão de trânsito que se responsabiliza pela colocação de sinais, conservação das vias e visualização da sinalização é responsável por danos causados em decorrência do funcionamento deficiente do serviço, podendo até mesmo ser condenado ao pagamento de indenização pelos danos materiais e morais sofridos em decorrência de acidente de trânsito por má sinalização em via pública. A indenização poderá ser arcada até mesmo pelo Poder Público municipal, estadual ou federal, pois será sempre destes a obrigação de prestar esses serviços nas suas respectivas áreas de competência, mesmo que sejam delegados a alguma empresa, através de concessão ou permissão.

Fonte: Art. 37, parágrafo 6º e art. 30 inciso V da CF
Informação de utilidade pública assinada pela advogada Lídia Salomão, consultora jurídica do projeto JurisWay.